Cresça Carreiras Cresça Varejo

Uma crise para sair da crise (parte 2-2)

De 2000 para cá, surgiram novos modelos de negócios que deram certo e que declinaram, como no caso das Paleterias, que são sazonais. É preciso estar atento ao mercado, pesquisar e saber se o seu produto/serviço será bem recebido e consumido com maior frequência, e não sazonalmente. Acompanhe com a gente o desfecho de histórias que motivam dentro de momentos agudos de crise em nosso país. Inspire-se.

Do ano 2000 a 2019.

Lan Houses – O alto custo dos computadores e dos provedores de internet deram início ao boom de lan houses, que também deram início a inclusão digital. A partir de 2008, com a popularização dos smartphones e com o fácil acesso aos computadores, o negócio diminuiu consideravelmente. Para os donos de lan houses que não queriam perder o negócio, foi preciso reinventar. Sueli de Camillo, empreendedora no ramo, percebeu as mudanças no mercado em 2005. O medo e as dificuldades serviram de inspiração para não perder o negócio. Sueli desenvolveu um novo plano de negócio capaz de transformar a sua Lan House em um ponto de conveniência digital, dando espaço a manutenção e assessoria de computadores e celulares, serviços de papelaria, assistência técnica de eletrônicos, conversões de VHS e, claro, acesso à internet. Hoje, a Lan House da Sueli opera em alta com sete funcionários que prestam atendimento ao público.

Instagram como veículo de sucesso profissional –   A popularização do Instagram como ferramenta de marketing empresarial e pessoal vem fazendo o sucesso de muitas marcas. A rede contabiliza mais de 800 milhões de usuários ativos, dentre eles, 69% já afirmaram terem efetuado uma compra após a repercussão positiva de uma postagem.  Bianca Laufer, fundadora da Greenpeople (Sucos prensados a frio) começou o seu negócio vendendo o seu produto apenas para amigos. Com a avaliação positiva, fez parcerias com outras marcas sinérgicas. O sucesso foi tanto que o produto chegou até figuras públicas, que começaram a divulgar também em seus Instagrans. Essa foi a mola propulsora que faltava para a marca alavancar. Hoje, Bianca tem como um dos sócios ninguém menos que o apresentador Luciano Huck. “É justamente nas crises que surgem as melhores oportunidades de negócio”, disse Bianca.

Apesar dos problemas atuais, hoje podemos contar com o avanço da tecnologia, vivendo em um mundo mais veloz, digital e cada vez mais conectado. Esse é o momento certo para investir. Foque no que gera mais resultado. Aproveite!

Não viu a primeira parte deste artigo? Acesse aqui.

Fonte:  Revista PEGN. Na alegria e na tristeza. São Paulo, Nº 359, 2018.

MODELO 4

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.